AMA SUPERCROSS 2016 – ARLINGTON – RD7 – 450CC

Largada

Fala piloto! Esse último final de semana ocorreu a sétima etapa do AMA Supercross, categoria 450cc, etapa Arlington!

A categoria 450cc apresentou, finalmente,  uma corrida com algumas emoções! Não vamos mencionar nenhum spoiler, antes de assistir a corrida, mas nossa nota para a etapa é 9.2. A pista de Arlington é bem técnica, mas favorece as ultrapassagens e isso colaborou ainda mais com a qualidade da etapa!

Abaixo a bateria principal:

James Stewart, ainda não anunciou seu quando irá competir novamente, porém retornou aos treinos, então é possível que volte logo para as corridas.

Ken Roczen

Mais uma vez Roczen consegue quebrar a hegemonia de Dungey e sobe no lugar mais alto do pódio! Roczen, além de fazer uma bela prova, nos mostrou que podemos ter etapas mais emocionantes daqui para frente. O Alemão mostrou sua garra e técnica. Roczen largou em primeiro lugar, posição que raramente ocupa no início da prova, mas isso não foi o suficiente, logo o piloto foi ultrapassado por Dungey e teve que ter cabeça fria, técnica e uma pitada de agressividade para tomar de volta a primeira colocação. O piloto foi pressionado a corrida toda pelo seu rival, mas conseguiu cruzar a linha de chegada em primeiro.
Ken Roczen se mostrou bem preparado e com uma garra muito grande, porém, Dungey ainda apresenta melhor desempenho na pista, no conjunto piloto e máquina.
Além de levar o premio HoleShot, o piloto também fez a volta mais rápida da prova 50.625 segundos.

RyanDungey

O Segundo lugar ficou com Ryan Dungey. O piloto andou muito bem, apesar de não ter conseguido ultrapassar Roczen. Dungey se mostrou bem tranquilo e não pareceu estar disposto a arriscar sua posição no campeonato, por uma simples vitória. Com a cabeça no lugar, como sempre, ele continua com uma tranquila vantagem de 23 pontos para o segundo colocado. Interessante observar o sorriso amarelo de pilotos que estão acostumados com a vitória, quando chegam em qualquer posição diferente da primeira colocação. Apesar do sorriso amarelo, Dungey se mostrou bem tranquilo e elogiou seu rival em sua entrevista.

Jason Anderson

Jason Anderson está se mostrando um piloto com fortes chances no próximo ano. Apesar do terceiro lugar, Anderson fez uma belíssima corrida de recuperação, e com sua pilotagem veloz e agressiva deixou alguns companheiros de pista para trás, entre eles o seu maior fregues,  Cole Seely, que fazia uma boa prova. Está certo que Anderson, por vezes, perde a noção em algumas ultrapassagens, porém com seu amadurecimento profissional podemos ter um novo campeão no próximo ano.

Eli Tomac, ainda apresenta uma performance mediana no Supercross, já o piloto Marvin Musquin, está surpreendendo em seu ano de estréia na categoria 450cc. O piloto francês não está para brincadeira, deixou Millsaps, Reed, Canard e Porcel para trás.

Resultado

1. Ken Roczen
2. Ryan Dungey
3. Jason Anderson
4. Cole Seely
5. Eli Tomac
6. Marvin Musquin
7. Davi Millsaps
8. Christophe Pourcel
9. Trey Canard
10. Jake Weimer
11. Justin Brayton
12. Chad Reed
13. Andrew Short
14. Wil Hahn
15. Phil Nicoletti
16. Mike Alessi
17. Vince Friese
18. Justin Bogle
19. Nick Schmidt
20. Deven Raper
21. Weston Peick
22. Alex Ray

Podio

Classificação Geral

1. Ryan Dungey – 166 pts (4 vitórias)
2. Ken Roczen – 143 pts (2 vitórias)
3. Jason Anderson – 131 pts (1 vitória)
4. Cole Seely – 123 pts
5. Eli Tomac – 119 pts
6. Chad Reed – 112 pts
7. Marvin Musquin – 92 pts
8. Davi Millsaps – 85 pts
9. Justin Brayton – 82 pts
10. Jake Weimer – 73 pts

O campeonato ganhou uma pitada de emoção com essa prova e, por enquanto, Roczen é o único piloto a ultrapassar Dungey em um confronto, mas isso não basta. Para colocar um pressão em Dungey, ele terá que repetir a dose por algumas vezes.

Curta, compartilhe e comente! Sua ajuda e muito importante para nós!

Espero que tenha gostado!

Até a próxima! Grande abraço!

Comentários

Comentáros

Leave a Reply