AMA SUPERCROSS 2016 – FOXBOROUGH – RD15 – 450CC

Largada
Fala piloto! Sábado ocorreu a décima quinta etapa do AMA Supercross, categoria 450cc, etapa de Foxborough! Essa cidade, de nome estranho, fica em Massachusetts, e é a primeira vez que recebe uma etapa do AMA Supercross!

Na noite anterior ao evento, choveu bastante, dificultado um pouco a vida dos pilotos, deixando a etapa principal um pouco mais perigosa.

A etapa foi bem disputada e merece uma boa nota, vale a pena conferir. Nossa nota para a etapa, categoria 450cc, é 9,0. Assista a bateria principal logo abaixo!

Para quem não sabe, James Stewart declarou na semana passada, que não vai mais correr o AMA Supercross esse ano, vai focar seus treinos no AMA Motocross, que iniciará dia 21 de maio. A categoria não é especialidade do piloto e costuma favorecer os mais jovens, de qualquer forma, o campeonato promete grandes emoções!

Ken Roczen

Depois de algumas tentativas frustradas de vencer Dungey, nas últimas etapas, Roczen finalmente consegue sua quarta vitória no campeonato. Dessa vez Dungey não quis arriscar, Roczen o ultrapassou logo no início da prova, depois de uma boa largada, e conseguiu manter uma confortável vantagem, mesmo com um grande volume de retardatários. O único piloto que conseguiu pressionar o Alemão foi Eli Tomac, que ultrapassou Dungey e chegou a ficar , quase a prova inteira, entre 1 e 2 segundos do líder. Mesmo com esse resultado Roczen está muito longe de alcançar o líder do campeonato, mas de qualquer forma, alimente seu cartel de vitórias.
Ken Roczen também faz a volta mais rápida da bateria, 57.088 segundos.

Eli Tomac

Tomac surpreende os fãs com uma boa performance e consegue uma boa segunda colocação. Tomac apresenta um ano difícil, com poucos grandes resultados e muito inconstante. Nesse final de semana conseguiu largar razoavelmente bem, ultrapassou Jason Anderson e Ryan Dungey,  pressionou bem Roczen, porém não conseguiu ultrapassar e no final da prova perdeu o contato com o líder. Será que o piloto se encontra com dores e dificuldade de adaptação ou apenas sua costumeira dificuldade na modalidade do Supercross? Essa resposta apenas teremos no início da temporada do Motocross!

Ryan Dungey

A técnica pista de Foxborough, em condições escorregadias, parece que assustou um pouco Ryan Dungey, fazendo o piloto andar com mais cautela, sem correr grandes riscos. Além de ser ultrapassado por Roczen e Tomac, durante a corrida seu companheiro de treino Jason Anderson também o ultrapassou (de uma maneira ligeiramente agressiva, característica do piloto), fazendo com que Dungey ficasse fora do pódio, porém o quarto lugar não foi aceito pelo provável campeão desse ano. Dungey se concentrou e retomou a posição tranquilamente, colocando alguns segundos em Anderson. Dungey ainda está em uma posição muito confortável e um terceiro lugar é excelente visto sua enorme vantagem.

O prêmio HoleShot fica com Ryan Dungey, que fez uma largada perfeita.

Resultado

1. Ken Roczen
2. Eli Tomac
3. Ryan Dungey
4. Jason Anderson
5. Trey Canard
6. Justin Bogle
7. Cole Seely
8. Weston Peick
9. Chad Reed
10. Marvin Musquin
11. Josh Grant
12. Justin Brayton
13. Mike Alessi
14. Broc Tickle
15. Nick Wey
16. Vince Friese
17. Cade Clason
18. AJ Catanzaro
19. Justin Barcia
20. Alex Ray
21. Nick Schmidt
22. Jake Weimer

Podio

Classificação Geral

1. Ryan Dungey – 348 pts (8 vitórias)
2. Ken Roczen – 305 pts (4 vitórias)
3. Jason Anderson – 278 pts (2 vitórias)
4. Eli Tomac – 248 pts (1 vitória)
5. Chad Reed – 220 pts
6. Marvin Musquin – 199 pts
7. Cole Seely – 187 pts
8. Trey Canard – 170 pts
9. Justin Brayton – 170 pts
10. Weston Peick – 115 pts

Dungey, mais centrado do que nunca, continua provando sua maturidade em administrar com maestria sua vantagem, que agora é de 43 pontos para o segundo colocado.

Curta, compartilhe e comente! Sua ajuda e muito importante para nós!

Espero que tenha gostado!

Até a próxima! Grande abraço!

Comentários

Comentáros

Leave a Reply