MUNDIAL DE MOTOCROSS 2015 – MX2 LOKET 13ª ETAPA

Fala galera, como vão vocês?

Não há como falar do GP de Loket se falar no triste drama que se repetiu exatamente como no ano passado. O piloto Jeffrey Herlings sofreu uma forte queda na classificatória de sábado e está fora do restante da temporada. Herlings, que viu seu titulo ano passado ir por água abaixo, viu a história se repetir quando na reta de largada foi atropelado por seu ex companheiro de equipe Jordi Tixier.

Clicando AQUI você confere uma belíssima sequência de imagens que mostram o exato momento em que Herlings foi atropelado. O acidente deslocou o quadril do piloto que resolveu mandar tudo a merd*, em sua página pessoal dizendo que fica feliz pela temporada ter acabado.

Jeffrey recebendo atendimento pós atropelamento.

Jeffrey recebendo atendimento pós atropelamento.

Então, vamos pras corridas?

Sem o ponteiro do campeonato alinhando no gate, o bicho pega ainda mais entre os ponteiros, ainda mais por ter um Max Anstie mais rápido do que nunca, os pegas foram de aplaudir em pé! Vamos acompanhar:

A vitória foi do suiço Valentin Guillod, que suou muito, em especial na segunda bateria, travando um belíssimo duelo com Anstie e Tim Gajser. Finalizou o final de semana com um 2-1 impressionantes! Abaixo a belíssima batalha com Tim Gajser.

Valentin, muito agressivo, contou com a sorte esse final de semana. Tim Gajser caiu na primeira bateria e Max Anstie caiu quando liderava a segunda bateria. Ainda assim, superou gajser na segunda bateria para ficar na primeira colocação no GP de Loket. foto: RAY ARCHER

Valentin, muito agressivo, contou com a sorte esse final de semana. Tim Gajser caiu na primeira bateria e Max Anstie caiu quando liderava a segunda bateria. Ainda assim, superou gajser na segunda bateria para ficar na primeira colocação no GP de Loket. foto: RAY ARCHER

E para provar pra vocês que ainda não se convenceram que constância é mais importante do que ser rápido, a segunda colocação ficou nas mãos de Paul Jonass, que se aproveitou das quedas de Gajser e Anstie (tiveram resultados melhores nas baterias que não cairam) para amordaçar a segunda colocação no podium!

Paul Jonass ficou com a segunda colocação após um 4-3 herdados após algumas quedas. foto: MXGP

Paul Jonass ficou com a segunda colocação após um 4-3 herdados após algumas quedas. foto: MXGP

Outro que se benificiou das quedas dos que buscavam a primeira colocação foi Jordi Tixier. O atual campeão do mundo não vem fazendo sua melhor temporada, e uma terceira colocação é de se comemorar muito.

Tixier enfrentando as cavas lisas de Loket.  O francês arquivou um belo 3-5 e garantiu o último lugar do podium. foto: MXGP

Tixier enfrentando as cavas lisas de Loket. O francês arquivou um belo 3-5 e garantiu o último lugar do podium. foto: MXGP

A quarta e a quinta colocação ficaram com caras novas que resolveram aparecer, e eu adoro isso!

Benoit Paturel foi o quarto colocado, após resultados impressionantes de 5-4 respectivamente! Que belo jeito de entrar em cena!

Também da França, Benoit Paturel faz parte da nova safra de bons pilotos franceses. foto: MXGP

Também da França, Benoit Paturel faz parte da nova safra de bons pilotos franceses. foto: MXGP

A quinta colocação ficou com o piloto da Kawasaki, Petar Petrov! Oriundo da Bulgária, esse foi o melhor resultado de Petrov na temporada, que acelerou forte e recebeu a ajudinha dos amiguinhos ponteiros que cairam. Petrov arquivou a 5ª colocação na geral após um 7-7 mediano.

Sortudo incrível, Petrov conseguiu o 5º lugar após ser 7º em ambas as baterias. foto: MXGP

Sortudo incrível, Petrov conseguiu o 5º lugar após ser 7º em ambas as baterias. foto: MXGP

Gostaria de destacar também a excelente largada do piloto da TM Racing, que disparou na ponta assim que caiu o gate em ambas as baterias. Como não lembro seu nome, ficaremos sem fotos hahahaha

Classificação Geral do Campeonato após 13 Etapas:

1) Jeffrey Herlings 423 pts – Lesionado

2) Tim Gajser 399 pts – 10+ no GP

3) Valentin Guillod 399 pts – 1º no GP

4) Paul Jonass 389 pts – 2º no GP

5) Jordi Tixier 370 pts – 3º no GP

MX2podium_MXGP_13_CZ_2015

Claro que é muito válido lembrar os tombos que mudaram o resultado final desse final de semana. Primeiro o de Tim Gajser, que caiu ainda na primeira volta da primeira bateria quando ocupava a quinta colocação. Não voltou para a corrida pois Jeremy Seweer LEVOU EMBORA suas duas ponteiras de escapamento. Veja você mesmo.

E o mais absurdo para mim, o de Max Anstie que caiu quando liderava a segunda bateria da MX2, com um pega absurdo entre os ponteiros.

Claro que a queda de Herlings muda o campeonato, e muda MUITO. Além do piloto perder o titulo pelo segundo ano consecutivo, ele deu o gás extra para o restante dos pilotos alcançarem seu primeiro campeonato mundial; exceto Tixier que foi campeão ano passado diante das mesmas circunstâncias.

Para entender melhor vamos analisar com calma a tabela de classificação. Ignorando a existência de Herlings, Guillod e Gajser dividem a liderança com os mesmos 399 pontos. Na terceira colocação vem Paul Jonass apenas 10 pontos dos ponteiros; Jonass que herdou a obrigação de Herlings de trazer o título para a KTM, e claro, o atual campeão Tixier, que está a 11 pontos dos ponteiros, que vai fazer de tudo para defender seu título.

Ou seja, existem quatro pilotos com 100% de chance de serem campeões e isso só nos deixa completamente entusiasmados para as próximas etapas, pois sabemos que essas crianças vão dar TUDO o que tem para trazer o caneco para suas equipes. Se bem, que do jeito que essa temporada está estranha, eu acharia normal todos os quatro se quebrarem e Herlings ser campeão lesionado ahahahaha

Max Anstie botando sua kawasaki de lado em uma das mesas de Loket. foto: MXGP

Max Anstie botando sua kawasaki de lado em uma das mesas de Loket. foto: MXGP

E é isso ai galera, espero que vocês tenham gostado e me acompanhem nas próximas etapas porque vai ser animal e eu não vejo a hora!

Obrigado pela companhia, um forte abraço e braaaap!

Comentários

Comentáros

Leave a Reply