MUNDIAL DE MOTOCROSS 2015 – MXGP ASSEN 16ª ETAPA

Prezados, boa tarde! Como vão vocês?

Chegamos a antipenúltima etapa do Campeonato Mundial de Motocross, em Assen na Holanda, e antes de falar da pista, gostaria de mostrar pra vocês essas duas imagens para que vocês tirem suas próprias conclusões.

foto: MXGP

foto: MXGP

foto: MXGP

foto: MXGP

O que deve-se notar como bom fã de motocross: o solo arenoso, de areia de praia mesmo foi o diferencial desse final de semana. Além disso, é absurdamente bonito de se ver as arquibancadas lotadas, que deram um gás extra para as belíssimas disputas do final de semana. Algo que vemos em um país de ponta aonde o motocross é levado a sério. Bela imagem, bela organização, bela pista e belo GP. Vamos as corridas?

Antes de falar de quem venceu, ou quem perdeu, é necessário dizer uma coisa! Roman Febvre é o campeão da temporada 2015 do MUNDIAL DE MOTOCROSS! Faltando apenas duas rodadas (100 pontos em aberto), para se consagrar campeão antecipadamente, Febvre tinha que abrir 100 pontos de vantagem para o segundo colocado no campeonato, Gautier Paulin, e foi exatamente isso que ele fez! Parabéns Roman Febvre, por seu primeiro título de campeão mundial de Motocross, você mereceu!

Esse é Romain Febvre. Um cara que seu melhor resultado na MX2 foi um 3º lugar, aqui no Brasil, ano passado. Esse ano, estreando com as big bikes, pouco se esperava do francês em seu ano de adaptação, mas logo no início da temporada já fomos surpreendidos com um novo Febvre, capaz de duelar de igual pra igual com caras como Antonio Cairoli. Todos foram se machucando, e Febvre manteu-se constante, e rápido; cada vez mais rápido. Esse título é mais que merecido e não existiria injustiça maior caso não fosse dele! Congrats Romain! foto: Facebook do piloto

Esse é Romain Febvre. Um cara que seu melhor resultado na MX2 foi um 3º lugar, aqui no Brasil, ano passado. Esse ano, estreando com as big bikes, pouco se esperava do francês em seu ano de adaptação, mas logo no início da temporada já fomos surpreendidos com um novo Febvre, capaz de duelar de igual pra igual com caras como Antonio Cairoli. Todos foram se machucando, e Febvre manteu-se constante, e rápido; cada vez mais rápido. Esse título é mais que merecido e não existiria injustiça maior caso não fosse dele! Congrats Romain! foto: Facebook do piloto

Agora sim, vamos as corridas:

Se tem um cara que já provou ser rápido na areia, é esse tal de Shaun Simpson. Mesmo não sendo piloto de fábrica KTM, o piloto recebeu um kit de peças “All factory” para instalar em sua motocicleta uma vez que Toni Cairoli não alinhou para o GP e Simpson foi a melhor chance da KTM de ser representada na ponta, e dito e feito!

Shaun Simpson venceu o overall de Assen, com um 1-2, sendo a primeira bateria uma corrida totalmente de recuperação, já que o piloto caiu na largada. Que bela perfomance de Simpson. Veja abaixo como o piloto estava imbatível esse final de semana.

Shaun Simpson enterrando sua KTM em uma das canaletas de Assen. O piloto conquista mais um overall pra sua carreira e classifica a temporada de 2015 como uma das melhores de sua carreira. Simpson fez 1-2, ambas vindo lá de trás do pelotão. foto: MXGP

Shaun Simpson enterrando sua KTM em uma das canaletas de Assen. O piloto conquista mais um overall pra sua carreira e classifica a temporada de 2015 como uma das melhores de sua carreira. Simpson fez 1-3, ambas vindo lá de trás do pelotão. foto: MXGP

A segunda colocação ficou com ele, o campeão da temporada, Romain Febvre. Na primeira bateria, com muitos erros, Febvre não conseguiu impor um ritmo alucinante como de costume e finalizou na quinta colocação. Com esse resultado, para garantir o título antecipado, Febvre deveria vencer a segunda bateria, e ter a sorte de Gautier Paulin chegar do terceiro lugar para baixo. E adivinhe, o que aconteceu? Febvre venceu e Paulin foi somente o 4º, carimbando a faixa de campeão para Febvre.

5-1 deram a Romain Febvre a segunda colocação no overall e o título antecipado da categoria MXGP na temporada de 2015. foto: Facebook do piloto

5-1 deram a Romain Febvre a segunda colocação no overall e o título antecipado da categoria MXGP na temporada de 2015. foto: Facebook do piloto

Outro cara que deu um show na areia, foi o terceiro colocado, o também iniciante na categoria MXGP, Glenn Coldenhoff. Para se ter idéia, na segunda bateria, Coldenhoff foi o único cara que conseguiu duelar de igual pra igual com Shaun Simpson, e ainda ultrapassou o vencedor do GP. Veja abaixo você mesmo!

Perfomance brilhante para o piloto da casa, que deu um show de pilotagem na areia. No vídeo acima é possível ouvir a torcida vibrando com a ultrapassem em Shaun Simpson. Coldenhoff foi terceiro no overall após um 4-2. foto: MXGP

Perfomance brilhante para o piloto da casa, que deu um show de pilotagem na areia. No vídeo acima é possível ouvir a torcida vibrando com a ultrapassem em Shaun Simpson. Coldenhoff foi terceiro no overall após um 4-2. foto: MXGP

A dupla de pilotos da Honda completaram a quarta e a quinta colocação do TOP5 overall desse final de semana, sendo Gautier Paulin (2-4) e e Evgeny Bobrishev (3-5); quarto e quinto lugares respectivamente.

Bobrishev em ação em Assen. O piloto russo chegou a batalhar várias vezes com Gautier Paulin, seu companheiro de equipe. É amigos, aqui não existe isso de jogo de equipe não, aqui o bicho pega e vence o mais rápido. foto: MXGP

Bobrishev em ação em Assen. O piloto russo chegou a batalhar várias vezes com Gautier Paulin, seu companheiro de equipe. É amigos, aqui não existe isso de jogo de equipe não, aqui o bicho pega e vence o mais rápido. foto: MXGP

Vale falar também de Max Nagl, que tem se esforçado muito para voltar a velocidade em que andava antes de se lesionar em Teutschentall. Nagl foi 6º no overall após um 6-6.

Classificação Geral do Campeonato após 16 GP’s

1) Roman Febvre 638 pts – 2º lugar no GP (FUCKING CHAMPION OF THE YEAR)

2) Gautier Paulinm 536 pts – 4º lugar no GP

3) Evgeny Bobrishev 499 pts – 5º lugar no GP

4) Shaun Simpson 437 pts – Vencedor do GP

5) Antonio Cairoli 416 pts – Lesionado há vários GP’s

MXGPpodium_MXGP_16_NL_2015

O que dizer desse GP? Eu simplesmente não tenho palavras. É muito bonito de ver a raça e determinação de caras como Roman Febvre. Aliás, que temporada amigos… Tivemos no começo do ano uma aposta do maior duelo da história entre Ryan Villopoto e Toni Cairoli, e ainda de brinde ganhamos um Max Nagl ultra rápido junto com um Clement Desalle disposto a fazer história. E realmente, quem lembra do MXGP da Argentina, aonde os quatro citados finalizaram a menos de 2s de diferença? Ambos de machucaram ao longo da temporada, e ninguem nunca imaginaria que esse dia ia chegar. Não só Roman Febvre está de parabéns, mas todos os outros pilotos que protagonizaram na minha opinião a melhor temporada de todos os tempos.

E eu espero que continuem protagonizando, pois ainda temos dois GP’s pela frente antes do Motocross das Nações, e ainda promete muuuuuita emoção para nós por aqui!

E a vocês, só tenho a agradecer pela companhia! Peço que curtem, compartilhem e opinem pois a opinião de vocês é o que nos motiva a sempre fazer um trabalho melhor e melhor!

Um forte abraço, e vejo vocês daqui 15 dias em Leon, no México!

Até a próxima!

Comentários

Comentáros

Leave a Reply