MUNDIAL DE MOTOCROSS 2015 – MXGP LEON 17ª ETAPA

Eaiiiiii galerinha do bem, tudo tranquilo com vocês?

Após esses 15 dias de folga I’m backkkk pra alegria de muitos e tristeza de poucos, bem poucos mesmo hehehe

Chegamos e penúltima etapa do Mundial de Motocross, da fudídídíssim@ temporada de 2015, e já to começando a ficar triste de saber que essa temporada está acabando, mas feliz pelo ano animal que tivemos, e espero que vocês compartilhem da minha opinião 😉

Enfim, a penúltima etapa aconteceu já com o campeão definido! Seu nome? Romain Febvre. A esse ponto do campeonato você já sabe como foi a temporada do Rookie Sensation de 2015, certo?

E com o campeonato decidido, alguns chegaram a pensar que seria uma corrida sem graça mas engano seu, amiguinho. Primeiro o bônus principal foi a chuva torrencial que deixou a pista nas condições mais tensas imagináveis, exigindo 100% de piloto e máquina. E é isso que você vê no vídeo abaixo:

Outro fato importante é que estamos falando de Roman Febvre né. Com a empolgação de ser o mais novo campeão no seu ano de estréia, foi o único que conseguiu parar a sequência de títulos de Antonio Cairoli. Vale ressaltar que Febvre prolongou seu contrato com o Team Yamaha Rinaldi Factory até 2017.

E adivinhem de quem foi a vitória? Pois é, dele mesmo! Mesmo com a faixa de campeão já estar pendurada em sua sala de troféus, o final de semana foi perfeito para o piloto francês, que ganhou tudo que tinha, desde as classificatórias de sábado até as duas baterias do domingo. Foi uma corrida a parte de Febvre, no maior estilo “this is how we ride in dirt”!

Não deu pra ninguém, Romain Febvre deu um show na lama. Mais um final de semana perfeito pro atual campeão mundial de motocross de 2015 da categoria MXGP. foto: Transworld MX

Não deu pra ninguém, Romain Febvre deu um show na lama. Mais um final de semana perfeito pro atual campeão mundial de motocross de 2015 da categoria MXGP. foto: Transworld MX

Quem fez um GP impressionante também foi Shaun Simpson! Não pelo resultado que foi brilhante, mas pela evolução constante e velocidade que o piloto da KTM (cujos resultados tem sido tão satisfatórios que está recebendo peças oficiais da KTM Factory), principalmente quando estamos falando de condições adversas. Veja abaixo Simpson em ação em uma das melhores batalhas da etapa.

Mesmo um pouco sujo, Shaun Simpson saiu do México com um 2º lugar bem convincente após um incrível 2-2. Mais pontos para o único representante da KTM nesse restinho de temporada. foto: MXGP

Mesmo um pouco sujo, Shaun Simpson saiu do México com um 2º lugar bem convincente após um incrível 2-2. Mais pontos para o único representante da KTM nesse restinho de temporada. foto: MXGP

Resultado excelente para o russo Evgeny Bobrishev, que ficou com a terceira colocação na geral, após dois terceiros lugares em ambas as baterias. Essa foi uma das participações mais constantes de Bobrishev na temporada, que já provou pra sí mesmo que pode andar na frente, mesmo ofuscado as vezes por seu companheiro de equipe, Gautier Paulin.

O duelo de Paulin e Bobrishev foi um dos melhores momentos do final de semana, sem dúvidas! Veja o vídeo abaixo. foto: MXGP

O duelo de Paulin e Bobrishev foi um dos melhores momentos do final de semana, sem dúvidas! Dessa vez melhor para o piloto russo, quem levou a melhor.  foto: MXGP

E já que estamos falando tanto de Paulin, o piloto francês fez algo que não estamos acostumados! Ele caiu! E foi um tombo no maior estilo Ryan Villopoto, NA LAMA! Veja!

O tombo acima acabou com a segunda bateria do piloto francês, que perdeu muito tempo ligando sua Honda (vem logo 2016), garantindo somente a 6ª colocação na geral.

A quarta e quinta colocação ficaram respectivamente com Jeremy Van Horebeek (6-3) e Glen Coldenhoff (5-5), sendo decidida a ordem via resultado da segunda bateria, uma vez que ambos consquistaram 32 pontos.

Glenn Coldenhoff e Horebeek em ação em Leon, nesse último final de semama. foto: MXGP

Glenn Coldenhoff e Horebeek em ação em Leon, nesse último final de semama. foto: MXGP

Classificação do Campeonato após 17 GP’s

  1. Romain Febvre 688 pontos – Vencedor do GP e Campeão da temporada 2015
  2. Gautier Paulin 566 pts – 6º lugar no GP
  3. Evgeny Bobrishev 539 pts – 3º lugar no GP
  4.  Shaun Simpson 481 pts – 2º lugar no GP
  5. Max Nagl 442 pts – 7º lugar no GP

Eu acho brilhante isso. A seriedade de Romain Febvre a ponto de se esforçar para vencer um GP em condições tão difíceis, e sem a obrigação disso, afinal ele já foi campeão, são mais um dos motivos que me fazem acreditar que não existe um cara melhor para ter vencido esse GP!

E pra semana que vem, teremos o esperado GP dos Estados Unidos, na ilustre pista de Glen Helen, o GP mais esperado da temporada. Além de ser a definição do título da MX2, teremos a volta de Antonio Cairoli, a presença de vários pilotos do AMA Motocross, que estão focados no treino do Motocross das Nações e correrão com a faca nos dentes, afinal nessa eles levam vantagem. Quer apostar comigo que você não pode perder?

E é isso galera! Muito obrigado pela sua companhia e nos vemos final de semana que vem, com a melhor e maior matéria de todas!

Um forte abraço e nos vemos semana que vem!

febvre yamaha

Comentários

Comentáros

Leave a Reply