MUNDIAL DE MOTOCROSS 2016 – MXGP MATTERLEY BASIN 11ª ETAPA

Fala galera, como vão vocês?

Após os 15  dias de recesso, o maior campeonato de motocross do mundo volta a tonae com muito estilo, na belíssima pista de Matterley Basin, na Grã Bretanha.

Matterley Basin é conhecida como uma das pistas mais rápidas do campeonato e sem muitas dificuldades de traçado, então a velocidade de seus piloto são bem equacionadas com os saltos gigantescos que são sempre um desafio a mais. Ser rápido lá não é difícil, difícil é ser o mais rápido.

No sábado, Tim Gajser venceu a prova de classificação enquanto um acidente com Romain Febvre pode ter decidido a temporada. Febvre vinha perseguindo Ben Townley quando acabaram se chocando e o piloto francês passou alguns minutos sendo atendido dentro da pista. Romain foi encaminhado ao hospital, onde foi dada a notícia que o piloto não sofreu nenhuma fratura nem nada mais grave, apenas sofria com as dores das contusões, tirando o domingo de férias. Veja o vídeo abaixo:

Vamos as corridas?

Com Febvre de fora, quem é o único cara que pode ameaçar a explosão de ousadia do furacão chamado Tim Gajser? Isso mesmo, ninguém!

Mais uma:

Tim Gajser DOMINOU na Grã Bretanha e venceu as duas baterias embaixo de garoa forte! foto: Instagram do piloto

Tim Gajser DOMINOU na Grã Bretanha e venceu as duas baterias embaixo de garoa forte! foto: Instagram do piloto

A segunda colocação ficou com Max Nagl, que após um distante 8º lugar na primeira bateria para largar na ponta na segunda e liderar por 6 voltas e finalizar em 2º, logo atrás de Tim Gajser.

Essa belíssima foto do piloto alemão foi tirada do Instagram @rennauid

Essa belíssima foto do piloto alemão foi tirada do Instagram @rennauid

A terceira colocação ficou com mais uma moto da Honda e com uma surpresa boa. Gautier Paulin fez um 5º lugar na primeira bateria após alguns erros bobos e um sólido e constante 3º lugar na segunda bateria, diante de uma pista lisa e traiçoeira.

Gautier Paulin fechou o TOP3 do final de semana após um 5-3. Esse é o segundo pódium do piloto que voltou de lesão a uns 3 ou 4 GPs. foto: Instagram All4moto

Gautier Paulin fechou o TOP3 do final de semana após um 5-3. Esse é o segundo pódium do piloto que voltou de lesão a uns 3 ou 4 GPs. foto: Instagram All4moto

A quarta e a quinta colocação ficaram com dois pilotos que vem apresentando grande evolução em suas conduções. Em quarto lugar ficou Evgeny Bobrishev com um 4-5, e Vallentin Guillod logo atrás pra fechar o TOP5 com um 3-7.

Evgeny Bobrishev fechou o belíssimo final de semana para a equipe Honda onde das 4 primeiras posições, 3 eram com Hondas. O curioso é que a primeira era de uma equipe satélite, Honda Gariboldi, enquanto a 3ª e 4ª posiçãos da Honda Oficial. foto: Honda Racing

Evgeny Bobrishev fechou o belíssimo final de semana para a equipe Honda onde das 4 primeiras posições, 3 eram com Hondas. O curioso é que a primeira era de uma equipe satélite, Honda Gariboldi, enquanto a 3ª e 4ª posiçãos da Honda Oficial. foto: Honda Racing

 

Guillod deu um show de talento e se motra bem mais a vontade com sua 450cc. Vale lembrar que ano passado Guillod venceu o duelo co Jeffrey Herlings exatamente em Matterley Basin. foto: Instagram do piloto

Guillod deu um show de talento e se motra bem mais a vontade com sua 450cc. Vale lembrar que ano passado Guillod venceu o duelo co Jeffrey Herlings exatamente em Matterley Basin. foto: Instagram do piloto

Alguem que podia ter aproveitado melhor o final de semana era Antonio Cairoli. Após ter uma belíssima prova na primeira bateria, onde ultrapassou Valentin Guillod na última volta (veja abaixo)….

Na segunda bateria, o Italiano largou mal, e na primeira volta ultrapassou nada menos que 9 pilotos. Ao tentar emendar o quádruplo, machucou seu pulso e com fortes dores finalizou somente na 10ª colocação, ficando de fora do TOP5.

Cairoli não conseguiu tirar a vantagem para Gajser, ainda com Febvre fora de jogada. Agora a distância do garoto para o malaco siciliano é de 77 pontos. foto: Instagram do piloto

Cairoli não conseguiu tirar a vantagem para Gajser, ainda com Febvre fora de jogada. Agora a distância do garoto para o malaco siciliano é de 77 pontos. foto: Instagram do piloto

Outro ponto importante do GP foi a presença do piloto australiano Chad Reed. O campeão americano voltou a competir em uma prova do Mundial de Motocross depois de 16 anos de distância do World Motocross Championship.

chad reed

Classificação do campeonato após 11 GP’s:

  1. Tim Gajser – 482 pts
  2. Romain Febvre – 408 pts
  3. Antonio Cairoli – 405 pts
  4. Max Nagl – 378 pts
  5. Evgeny Bobrishev – 367 pts

Émeus amigos, não gostaria de definir nadapois nesse esporte isso deveria ser proibido, mas com o anúncio de que Febvre não irá correr semana que vem na Itália, e que seu maior concorrente é Toni Cairoli, que não está na sua melhor das melhores temporadas, então possívelmente, entreguem as taças!

Mas vocês querem saber? Eu acho é mais do que merecido! Qualquer resultado diferente desse seria uma injustiça cntra o garoto que promete fazer história como o campeão mais jovem da principal categoria do esporte. Apenas lamento por Romain Febvre, e em nome da equipe Braaap Brothers desejo ao piloto toda a recuperação do mundo!

E porhoje é só pessoal, vejo vocês amanhã na matéria da MX2! Fiquem ligados e não percam um detalhe! Obrigado pela sua companhia e até a próxima!

Comentários

Comentáros

Leave a Reply