MUNDIAL DE MOTOCROSS 2O16 – MXGP TALAVERA DE LA REINA 9ª ETAPA

Fala galera! Como vão vocês?

Hoje me sinto no dever de fazer uma das melhores matérias de TODAS já que um único acontecido ainda nas classificatórias talvez tenha mudado o rumo de todo o campeonato, e uma sessão de belíssimos scrubs também me motiva bastante, admito.

A começar pela pista, seguindo os passos de Teutschental, Talavera de La Reina é uma pista cheia de subidas e descidas de piso duro, mas bem duro e esburacado. Canaletas faziam parte também do duro traçado.

Não há como falar das corridas, sem falar da prova classificatória. Um incidente entre Romain Febvre e Antonio Cairoli gerou certa polêmica no GP, onde Cairoli havia sido culpado por acertar Romain Febvre que estava caído no chão. Mais tarde, um vídeo divulgado pela GoPro mostra que o italiano não teve culpa alguma.

Enfim vamos as corridas!

Com Cairoli e Febvre longe de seus melhores dias, sobra pra quem a vitória do GP? Pois é, ele mesmo, Tim Gajser!

O atual campeão mundial da MX2 conquistou nada mais nada menos que a quinta vitória na temporada.  E em ambas as baterias largou na segunda colocação para assumir ainda no começo e abrir distância confortável para vencer com tranquilidade! Domínio predominante do piloto da Honda!

Gajser ainda nos presenteou com seus belíssimos scrubs. Mas ele não foi o único. Com o resultado de 1-1, Gajser dispara na liderança e mostra que é o principal favorito ao título. foto: MXGP

Gajser ainda nos presenteou com seus belíssimos scrubs. Mas ele não foi o único. Com o resultado de 1-1, Gajser dispara na liderança e mostra que é o principal favorito ao título. foto: MXGP

A segunda colocação ficou com Max Nagl que fez duas provas extremamentes constantes, algoque faltava para o alemão que chegou a liderar a competição ano passado na frente de Villopoto, Cairoli e Desalle. Dois segundos lugares garantiram a Nagl a segunda colocação no campeonato.

Nagl em ação no GP Espanhol, mandando um belíssimo scrub com sua Husqvarna. O único cara a ultrapassar Nagl foi o vencedor, Gajser durante todo o domingo. Confira uma dessas ultrapassagens abaixo. foto: Brasil Racing

Nagl em ação no GP Espanhol, mandando um belíssimo scrub com sua Husqvarna. O único cara a ultrapassar Nagl foi o vencedor, Gajser durante todo o domingo. Confira uma dessas ultrapassagens abaixo. foto: Brasil Racing

 

Na terceira colocação uma daquelas surpresas que nos deixam felizes da vida. Gautier Paulin depois de um começo de temporada catastrófico, conseguiu finalizar o pódium apenas dois GP’s após ter voltado de lesão!

Na espanha, Paulin foi 4º na primeira bateria e 3º na segunda para conquistar a posição.

Com um belíssimo kit de roupas + moto, é muito legal de ver esse cara no pódium. Principalmente após um começo de temporada tão dificil. Agora nos resta saber se foi Paulin que acelerou mesmo, ou se foi uma pequena ajuda do destino já que Febvre e Cairoli ficaram fora dos 5 primeiros. De mais, só mais um belíssimo scrub com toda supremacia e finesse do francês. foto: MXBars

Com um belíssimo kit de roupas + moto, é muito legal de ver esse cara no pódium. Principalmente após um começo de temporada tão dificil. Agora nos resta saber se foi Paulin que acelerou mesmo, ou se foi uma pequena ajuda do destino já que Febvre e Cairoli ficaram fora dos 5 primeiros. De mais, só mais um belíssimo scrub com toda supremacia e finesse do francês. foto: MXBars

Melhor do que uma surpresa só, são duas! A quarta colocação ficou com até então sumido Clement Desalle!

O belga que sempre falamos muito aqui após vários anos de parceria, trocou a Suzuki pela Kawasaki para ocupar o posto de Ryan Vilopotto, que no final da temporada passada pendurou o capacete. Na pré temporada Desalle se contundiu feio e desde então vem se esforçando e melhorando a cada GP. Na abertura no Catar, Desalle praticamente só passeou e não emendou NENHUM obstáculo.

Pois é, 9 GP’s depois o belga está quase na sua velha forma. Finalizou na quarta colocação na geral após um 3-6, digno de se aplaudir de pé. Esse é o melhor resultado do piloto belga na temporada.

Clement Desalle acelerou forte nesse final de semana. Nós sabemos que a transição de uma equipe para outra requer tempo e muitas horas de treino. Agora adicione a essa formula uma grave lesão. É meus amigos, Clement Desalle é a prova viva disso! Buuuut, he is comin again! foto: Instagram MX_PANDA

Clement Desalle acelerou forte nesse final de semana. Nós sabemos que a transição de uma equipe para outra requer tempo e muitas horas de treino. Agora adicione a essa formula uma grave lesão. É meus amigos, Clement Desalle é a prova viva disso! Buuuut, he is comin again! foto: Instagram MX_PANDA

A quinta colocação ficou com Evgeny Bobrishev, que em um final de semana sem muitos destaques, finalizou as provas em 6-5.

Talvez esse não seja o melhor resultado da temporada de Bobrishev, mas fechou um marco histórico. Todas as motos da HONDA oficial e satélite no top5. foto: MXGP

Talvez esse não seja o melhor resultado da temporada de Bobrishev, mas fechou um marco histórico. Todas as motos da HONDA oficial e satélite no top5. foto: MXGP

Ainda sobre a prova, longe de suas melhores perfomances, Romain Febvre e Toni Cairoli foram somente 6 e 7º colocados respectivamente.

Febvre correu com muitas dores, e anunciou depois da prova que essa foi a corrida mais dificil de sua vida e que pensou em desistir muitas vezes. A 6ª colocação na geral veio após um 9-4. foto: VURBMOTO

Febvre correu com muitas dores, e anunciou depois da prova que essa foi a corrida mais dificil de sua vida e que pensou em desistir muitas vezes. A 6ª colocação na geral veio após um 9-4. foto: VURBMOTO

 

Cairoli definitivamente parecia estar abalado com as acusações de Febvre de ter o acertado na maldade no sábado. Teve um quinto lugar na primeira bateria, e na segunda uma desastrosa 9ª colocação devido a um tombo enquanto tentava se recuperar de uma terrível largada. foto: Instagram do piloto

Cairoli definitivamente parecia estar abalado com as acusações de Febvre de ter o acertado na maldade no sábado. Teve um quinto lugar na primeira bateria, e na segunda uma desastrosa 9ª colocação devido a um tombo enquanto tentava se recuperar de uma terrível largada. foto: Instagram do piloto

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO APÓS 9 ETAPAS:

  1. Tim Gajser – 385 pts
  2. Romain Febvre – 361 pts
  3. Antonio Cairoli – 338 pts
  4. Max Nagl – 317 pts
  5. Evgeny Bobrishev – 295 pts

Como vocês podem ver, sai de cena o garoto novato sortudo e entra em cena o principal favorito ao título. No final, Gajser parecia estar seacostumando com as vitórias, e deve estar mesmo já que essa é a quinta vitória de 9 etapas.

O mal resultado de seus principais concorrentes, garantem a Gajser uma vantagem consíderavel, que lhe permite administrar bem os resultados ruins. Porém esse é o motocross não é amigos? Cada corrida é uma corrida e cada detalhe pode fazer toda a diferença!

E por hoje é só pessoal! Espero que tenham gostado, deixem seus comentários abaixo e amanhã tem a matéria da MX2!

Aquele abraaaaapço!

gajser 2

Comentários

Comentáros

Leave a Reply